Maioria dos acidentes fatais ocorre à noite e nos fins de semana na região

Dados oficiais do governo estadual ajudam a traçar perfil das vítimas de óbitos decorrentes de acidentes na região; maioria é homem, e faixa etária que mais registrou mortes em 2017 é a dos jovens: 18 aos 24 anos

07 FEV 2018   |   Por Jornalismo  |   10:13
Foto: Rogério Marques/OVALE
Maioria dos acidentes fatais ocorre à noite e nos fins de semana na região
Dados estão em um relatório oficial divulgado pelo governo do Estado, por meio do Infosiga

Mais da metade das mortes no trânsito na região em 2017 aconteceram nos períodos da noite e de madrugada. A RMvale registrou 370 acidentes fatais durante o ano passado, sendo que mais de 40% deles aconteceram durante os finais de semana.

Os dados estão em um relatório oficial do governo do estado, por meio do Infosiga (Sistema de Informações Gerenciais de Acidentes de Trânsito do Estado de São Paulo).

Segundo o levantamento, entre os óbitos em que há definição do horário, 105 aconteceram no período da noite (18h-24h) e 72 no período da madrugada (0h-6h).

Ao mesmo tempo, os dados mostram que foram 79 mortes decorrentes de acidentes de trânsito aos sábados e outras 74 aos domingos. Se adicionar às sextas-feiras, o número fica ainda pior: cresce 43. Também foram 52 óbitos às segundas, 31 às terças, 35 às quartas e 56 às quintas.

O levantamento destaca acontecimentos em todas as 39 cidades da RMVale.

NÚMEROS.

O Infosiga ajuda a revelar um perfil das vítimas da região. Levantamento feito por OVALE com dados oficiais da ferramenta do governo estadual mostra, por exemplo, que a faixa etária que mais sofreu óbitos no trânsito foi a de 18 aos 24 anos, com 48 mortes.

Ela é seguida por 35 a 39 (36 mortes) e 40 a 44 (32 mortes). É possível ver também que 84,05% dos óbitos foram masculinos, e que 53,24% das vezes o óbito registrado foi do condutor do veículo.

Os dados do Estado apontaram queda de 8,86% no número de vítimas fatais no trânsito da RMVale em 2017 -- índice superior à média paulista, que foi de -1,5%. No último ano foram 370 registrados, contra 406 em 2016.

(Fonte: OVALE)
















Classificados

Newsletter

Cadastre seu email e receba nossos informativos e promoções de nossos parceiros.